Encante-se passeando pela Costa da Lagoa

Um recanto aconchegante que parece perdido no tempo. Com acesso somente por barco ou a Pé, a Costa da Lagoa está associada à história, à natureza e à culinária típicas da Ilha, e por isso foi tombada pelo município como Área de Preservação Cultural.

Durante décadas a comunidade vivia da pesca e da roça de mandioca e milho, com a utilização de engenhos de farinha. A energia elétrica só chegou em 1982.

Gastronomia

Hoje a principal atividade econômica da comunidade, são os restaurantes populares, gerenciados pelas famílias que moram no local, com pratos típicos de frutos do mar. A maioria desses restaurantes possui um trapiche sobre a Lagoa da Conceição e os barcos que atendem a região param no restaurante indicado.

Acessos

Há duas opções de acesso via barco. A primeira parte do terminal ao lado da Ponte da Lagoa da Conceição, com um trajeto que leva aproximadamente 45 minutos, sempre costeando a margem oeste da Lagoa e atendendo os trapiches no caminho conforme a demanda. As baleeiras da Cooper barco saem a cada hora e a passagem de ida e volta custa R$ 15,00 por pessoa.

A segunda opção de acesso por barco tem início no terminal lacustre no Rio Vermelho, situado no final de uma estrada de barro com acesso pela rodovia SC-406, com entrada a aproximadamente 500 metros após um camping, no sentido sul-norte.

Nesse terminal as saídas ocorrem a cada 15 minutos, mas nos fins de semanas, com a maior demanda de pessoas pelos restaurantes, os barcos saem, em geral, de imediato.

As baleeiras da Cooper Costa atendem os pontos 13 ao 23, de acordo com o desejo do visitante, e o valor para ida e volta é de R$ 15,00 por pessoa Todos os dias das 8h às 19h.

Passeios

Outra forma de acesso à Costa da Lagoa é uma trilha que sai do Canto dos Araçás (veja mais na pág. 134), na Lagoa da Conceição. É um caminho secular e histórico que começa no ponto final do ônibus do Canto dos Araçás.

No percurso de 6.600 metros o visitante conhece calçamentos de pedras coloniais, engenho de farinha construído no final do século XIX e casario de época, como o sobrado da Dona Loquinha, de 1780.

Perto da comunidade da Costa da Lagoa, uma pequena trilha sobe em direção a uma bela cachoeira, sendo recomendado atenção nesse local para evitar acidentes. Uma casa antiga, com loja de artesanato, e uma capela do século XVIII também estão disponíveis para visitação.

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *